O Brasil possui uma das maiores cargas tributárias do mundo. Anualmente, são cerca de 150 dias trabalhados apenas para o pagamento de impostos no país. Para quem possui loja de bicicletas, porém, existe uma forma de reaver parte deste dinheiro: quem é optante pelo Simples Nacional pode receber de volta os impostos pagos indevidamente e em duplicidade nos últimos cinco anos através da sua Guia DAS-mensal.

O processo é intermediado pela Aliança Bike (Associação Brasileira do Setor de Bicicletas), por meio de uma parceria com o Grupo MBF, empresa especializada em auditoria tributária. Com uma interpretação da lei direcionada para comércios do segmento ciclístico, é realizada uma auditoria dos últimos 60 meses – e todo o valor pago indevidamente será restituído à empresa, com dinheiro em crédito na corrente da loja para impulsionar o fluxo de caixa.

“Receber a restituição do que, na verdade, é seu, é muito bom! Dá um fôlego muito bom na empresa ou nas suas contas pessoais pra realizar algum projeto que sempre estava adiado. Recomendo muito. E é nada mais do que nosso direito”, explica Cleber Anderson, da Anderson Cycle Roots, loja de São Paulo-SP associada à Aliança Bike.

Como funciona o processo

Primeiro é importante deixar claro que o procedimento é 100% legal: não se trata de uma brecha na lei, mas da utilização de uma ferramenta de gestão e potencialização de lucros. Por meio de uma auditoria nos livros contábeis é possível identificar se houve cobrança equivocada por parte da Receita Federal.

Isso acontece pois o sistema tributário brasileiro é unificado – ou seja, trata todas as empresas do Simples Nacional da mesma maneira. No caso do mercado de bicicletas, estamos lidando com produtos que se enquadram no regime monofásico (quando o imposto é pago totalmente pela indústria ou importador). É justamente esse valor do imposto que as lojas de bicicletas podem reaver após essa auditoria.

Importante: a restituição tributária é um direito. O que a Aliança Bike está fazendo é facilitar o acesso a este recurso para lojistas do Brasil inteiro.

Quais os requisitos mínimos para saber se a loja pode contar com este recurso?

Ser optante pelo Simples Nacional há mais de 1 ano, não ter realizado procedimento similar de restituição tributária há pelo menos 1 ano, preferencialmente não ter débitos federais e um faturamento mínimo mensal de R$ 20.000,00 nos últimos 5 anos.

Como requisitar os créditos?

Lojistas do Brasil inteiro podem entrar em contato com a Aliança Bike para realizar a consultoria de maneira objetiva, segura e em até 72 horas. Entre em contato com a Aliança Bike através do Whatsapp (11) 97114-0104 ou pelo e-mail contato@aliancabike.org.br para manifestar seu interesse e apontar suas dúvidas.

Empresas associadas da Aliança Bike têm condições especiais em relação a qualquer proposta existente no mercado.

Sobre a Aliança Bike

Criada em 2003 e formalizada em 2009, a Aliança Bike tem como missão principal fortalecer a economia da bicicleta, além de trabalhar para que mais pessoas pedalem no Brasil. A entidade atua em diversas frentes de trabalho para atingir os objetivos. Conta com mais de 110 associados entre fabricantes, montadores, importadores, distribuidores e lojistas.