O Circuito Rei e Rainha do Mar, o mais tradicional evento de águas abertas e esportes de praia do país, anunciou nesta semana a sua volta com duas etapas no final do ano, em disputas que incluem corridas, natação em mar aberto e biatlo (combinando as duas modalidades). No fim de semana de 7 e 8 de novembro, as provas acontecem em Búzios, na Região dos Lagos fluminense. Já no dia 13 de dezembro, o evento chega pela primeira vez à cidade de Niterói, na Região Metropolitana do estado do Rio de Janeiro.

Para a retomada, o Rei e Rainha do Mar contará com protocolos especiais de proteção por conta da pandemia de coronavírus. As inscrições podem ser feitas a partir desta quinta, 10 de setembro, pelo site oficial do evento. Quem já estava inscrito para a Etapa Leblon, que aconteceria no dia 22 de março e foi cancelada por conta da pandemia da Covid-19, terá preferência na participação e não precisará pagar as taxas. Caso o atleta não se sinta seguro para competir neste ano, poderá usar seu crédito na temporada 2021.

Além das provas tradicionais, em Búzios haverá a estreia de dois desafios: a Travessia Super Challenge, com 10 km de natação, e a Beach + Trail Run, corrida de 8 km combinando trechos de areia e de trilhas. Ambas as edições também terão provas dedicadas a crianças de 3 a 13 anos, com distâncias específicas para cada faixa etária.

Novos protocolos por conta da Covid-19

Há alguns meses, flexibilizações nas medidas de isolamento social começaram a permitir a prática de exercícios ao ar livre em diferentes partes do país e, agora, as provas presenciais começam a retornar. Mas há protocolos, e o Rei e Rainha do Mar anunciou as seguintes medidas:

  • Medição de temperatura de todos antes da entrada na arena;
  • Distribuição de máscaras descartáveis que serão de uso obrigatório por todos no espaço do evento;
  • Atletas largando em horários distintos de acordo com a faixa etária e limitação do número de pessoas dentro da arena de cada vez;
  • Novo layout da arena, sem áreas de convivência, aumentando o espaçamento e evitando cruzamentos entre os atletas;
  • Outras medidas gerais de proteção contra o vírus, como a distribuição de álcool gel, a proibição de aglomerações e o uso de proteção facial e luvas pelos membros da organização.