O brasileiro Lauro Chaman venceu a prova de resistência do Campeonato Mundial de Paraciclismo de Estrada disputado no último Sábado, 12, em Cascais, Portugal.

O nível foi intenso desde o início da disputa com alguns atletas tentando se desgarrar do grupo principal, que aos poucos foi ficando completamente fracionado. Mas quem realmente conseguiu escapar foi Lauro Chaman e o seu grande rival Yehor Dementyev, da Ucrânia. Os dois, aos poucos, abriram vantagem e seguiram juntos durante os últimos quilômetros da prova.

No sprint final, Lauro arrancou forte e não deu chances para o ucraniano, cruzando a linha de chegada aos gritos de emoção após percorrer 92,4km com o tempo de 2h05min47. Yehor Dementyev acabou ficando com a medalha de prata, finalizando com o mesmo tempo, enquanto o francês Kevin Le Cunff, levou o bronze com 2h07min07.

“Hoje a prova exigiu muita atenção e força. O circuito dentro do autódromo acabou se mostrando bastante técnico, é um pouco diferente do habitual, então qualquer descuido pode acabar prejudicando a nossa estratégia. Então, desde o começo eu sempre busquei estar nas fugas e acabei conseguindo me destacar com o Yehor e vencer no final, levando mais essa vitória para o Brasil”, comentou Lauro.

“É muito satisfatório vencer um mundial na véspera dos Jogos Paralímpicos. Não consigo nem demonstrar o tamanho da minha alegria. Só tenho a agradecer muito a Deus, toda a comissão técnica, Confederação Brasileira de Ciclismo, Comitê Paralímpico Brasileiro, além da minha família e todas as pessoas que ficaram na torcida ai no Brasil. Eu só tenho gratidão”, destacou o atleta, bastante emocionado.

A seleção brasileira ainda comemorou os resultados de André Luiz Grizante, na 6ª colocação da categoria MC4, Victor Luise Herling, 7º colocado na MC2, e Carlos Alberto Soares, 5º colocado na MC1. Entre os demais brasileiros na competição, Victoria Maria Barbosa conquistou a 5ª posição na WC2, e Ana Raquel Montenegro, 11ª posição na WC5.

O mundial de paraciclismo finaliza sua programação neste domingo (13/06) com as provas de resistência para as categorias handbikes.

Matéria: Assessoria comunicação CBC