Durou pouco o recorde Everesting de 7 horas, 27 minutos e 20 segundos batido por Alberto Contador no dia 10 de julho. Nesta quinta-feira (30 de julho), o ciclista irlandês Ronan McLaughlin superou a marca do espanhol em mais de 20 minutos e encerrou o desafio com o tempo de 7 horas, 4 minutos e 41 segundos.

McLaughlin na escalada de Mamore Gap com uma S-Works Tarmac SL6

O recorde foi confirmado pelo Hells 500, o grupo australiano que administra o Everesting, que consiste em pedalar o equivalente aos 8.848 metros de altura do Monte Everest, o mais alto do mundo, no menor tempo.

Dados do novo recordista (AQUI)

McLaughlin, de 33 anos, que representou a Irlanda no Mundial de Ciclismo de 2012, é hoje um ciclista amador que atua como treinador. E ele já conhecia bem o desafio: antes do recorde desta quinta-feira, no dia 14 de julho McLaughlin marcou o quinto melhor tempo do desafio e bateu o recorde irlandês, com um tempo de 8 horas e 13 minutos.

Para superar Contador, McLaughlin voltou à escalada de Mamore Gap, no condado de Donegal, no noroeste da Irlanda, mas pedalou em um trecho mais curto e mais íngreme, com 14% de média de inclinação em 35 km, e chegou a 86,5 km/h na descida. “Eu olhei para o segmento e percebi que se cortasse o trecho mais plano – que usei na primeira vez para me dar uma chance de me recuperar um pouco mais – eu poderia aumentar a inclinação e diminuir a distância”, contou. Para alcançar a altura do Monte Everest, McLaughlin percorreu o segmento 62,5 vezes e atingiu 9.429 metros de ganho total de elevação.

O evento foi criado para arrecadação de fundos para o Serviço de Resgate Comunitário da Irlanda, um serviço de busca e resgate de caridade administrado por voluntários.

Fonte: Bike Magazine