Equipe do México queimou duas largadas por problemas nas bicicletas e acabou desclassificada, fato que deu o bronze ao Brasil.

Equipe brasileira conquistou mais uma medalha para delegação verde-amarela. Foto: Wander Roberto/COB

A equipe brasileira de ciclismo de pista garantiu a medalha de bronze na noite desta quinta-feira (1º) nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. O campeão da prova é definido pela tomada de tempo. A equipe brasileira mediria forças com a do México, o que não foi necessário. A regra determina que cada equipe tenha direito a uma largada falsa. O México teve duas e acabou desclassificado.

Formada por  Flávio Cipriano, João Vitor da Silva e Kácio Freitas, o Brasil nem teve sua tomada de tempo computada, pois o México não completou a prova. A prova é disputada em circuito oval de 250 m. Os competidores tiveram que dar três voltas, perfazendo 750 m.  O Brasil já havia conquistado também o bronze em Toronto 2015.

A prova entre Brasil e México foi marcada por incidentes. Foram necessárias 3 largadas para que a competição fosse validada. Na primeira, a bicicleta de um dos competidores mexicanos ficou enroscada. Na segunda, uma das rodas do competidor brasileiro Flavio Cipriano travou e ele se desequilibrou. Na terceira largada, uma nova falha seria punida com a desclassificação, o que ocorreu com o México por defeito em uma das bicicletas.

Fonte: R7