Etapa nos EUA, com provas nesta sexta e domingo, pode garantir país, pela primeira vez, entre os três melhores do mundo ao final de todas as etapas da competição

Regularidade de Avancini será testada na última prova do ano. Foto: Divulgação.

A última etapa da Copa do Mundo de mountain bike pode ser histórica para o brasileiro Henrique Avancini. Depois de terminar a temporada 2018 na quarta posição, a melhor de um atleta do país na história do evento, ele pode melhorar esta marca na pista de Snowshoe (EUA), que recebe neste final de semana a despedida do torneio internacional, que conta pontos no ranking internacional.

Avancini está em terceiro lugar na classificação geral e o bom rendimento nas provas de sexta-feira (Short track), às 18h20 (horário de Brasília) e de domingo (cross-country), às 15h30 (horário de Brasília), será fundamental para ele se manter no top 3 e levar mais um resultado inédito para o Brasil. Do total de 12 pódios até aqui na Copa do Mundo, Avancini esteve presente em nove.

“A temporada da Copa do Mundo foi muito boa para mim. Acredito que tenha subido um nível ao longo do ano. Conquistei resultados muito consistentes. Estive no pódio em praticamente todas as etapas até aqui. O meu grande objetivo é terminar entre os três primeiros na classificação geral”, declara o atleta, natural de Petrópolis, que tem mostrado maior regularidade a cada temporada.

Esta é a primeira vez que a pista norte-americana sedia uma etapa da Copa do Mundo. O terreno contam com raízes e rochas, com forte elevação e locais de alta velocidade. As transmissões poderão ser acompanhadas ao vivo neste link.

Fonte: www.otempo.com.br